Copas do Mundo
Página Inicial
Notícias
Artigos
História das Copas
Copa do Mundo de 1930
Copa do Mundo de 1934
Copa do Mundo de 1938
Copa do Mundo de 1950
Copa do Mundo de 1954
Copa do Mundo de 1958
Copa do Mundo de 1962
Copa do Mundo de 1966
Copa do Mundo de 1970
Copa do Mundo de 1974
Copa do Mundo de 1978
Copa do Mundo de 1982
Copa do Mundo de 1986
Copa do Mundo de 1990
Copa do Mundo de 1994
Copa do Mundo de 1998
Copa do Mundo de 2002
Copa do Mundo de 2006
Copa do Mundo de 2010
Copa do Mundo de 2014
Copa do Mundo de 2018
Copa do Mundo de 2022
Mascotes das Copas
Copa das Confederações
Livro de Visitas
Links
E-mail

 

Um mistério. Quem fez o primeiro gol em Copas do Mundo

 

A França queria estrear no dia 14, data da queda da bastilha, mas acabou fazendo o jogo de abertura na Copa, contra o frágil time do México, que foi ao Uruguai pouco preparado. O local era o Estádio de Pocitos, campo do Penarol, entre as Avenidas Rivera e Soca, bem perto da praia. As fortes chuvas atrasaram as obras do Estádio Centenário, que só serias entregue para o jogo de estreia do Uruguai no dia 18.

A formalidade dada para o jogo da França, transformando-o no jogo de abertura do Mundial, para desculpar o fato de não jogar no dia 14, como queriam, provocou uma injustiça até hoje não reparada no mundo do futebol e nas Copas do Mundo. O primeiro gol dos Mundiais é atribuído ao francês Lucian Laurent, que na verdade fez apenas o terceiro na ordem real das coisas.

Enquanto um gramofone tocava os hinos da França e do México em Pocitos, há alguns quilômetros de distância, no Parque Central, o campo do Nacional, na esquina das ruas 8 de outubro e Cibilis, Estados Unidos e Bélgica também jogavam pela Copa. Os belgas tinham um futebol de habilidade, mas ressentiam-se da presença de Braine, o profissional que fora jogar na Tchecoslováquia. Já os norte-americanos, usavam todos os seus titulares, inclusive dos profissionais, Florie Gallagher e Alex Wood, dois escoceses naturalizados. Os escoceses, e também alguns ingleses, que formavam quase todo time americano, eram tão forte que eram chamados pelos adversários de arremessadores de peso. Mas seus prepotentes jogadores preferiam se autodenominar: os explosivos.

Explosivos ou não, o certo é que o autor do primeiro gol da história das Copas foi o ponta esquerda do time dos Estados Unidos, Bert McGhee. O gol aconteceu aos 10 minutos do primeiro tempo. E tem mais, o próprio McGhee fez 2x0 para os Estados Unidos 5 minutos depois, quando a França e México ainda estava em 0x0. Só então, aos 19 minutos é que Lucien Laurent fez o primeiro gol do jogo. Numa linda jogada individual, quando driblou dois adversários e colocou levemente na saída do goleiro Bonfiglio.

Laurent devia ter bom relacionamento na época, pois atribuíram a ele igualmente, o fato de ter substituído goleiro francês Thepot, que se machucou ainda no primeiro tempo. Mas não foi ele. Foi sim o meio campista Chantrell, já que na época, não havia substituições no jogo. Essas falhas de informações sobre a Copa de 1930 devem-se em parte ao fato da época, os times jactarem sem números nas camisas, o que dificultava a identificação.

(Revista Show do Esporte)

 

- Próximo artigo: Uma copa sob o signo da grandiosidade – 1982


Última atualização: 24/09/13. Política de privacidade  |  Mapa do Site